quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Soluções para o lixo urbano

1 – Diminuir a geração de lixo;
2 – Aumentar a coleta seletiva, através de pontos de entrega voluntária, campanhas de conscientização, coleta porta a porta;
3 – Incentivos fiscais para empresas que comercializarem produtos com menos embalagens, e/ou embalagens 100% recicláveis;
4 – Pontos de entrega voluntários para coleta do lixo eletrônico, lixo tóxico e lixo perigoso;
- As soluções tem que ser desenvolvidas e aplicadas de acordo com o porte do município, buscando otimização do gerenciamento.

“Gerenciar resíduos não se limita a tratar e dispor o lixo gerado. O enfrentamento do problema começa na concepção dos produtos que serão descartados mais tarde e na revisão da cultura da fartura e do desperdício. Enfrentar o problema exige a responsabilização dos diferentes atores, desde a indústria produtora de bens, até o consumidor final”. (Revista Bio 10-12/2009)

Ou seja, todos temos um papel nesta história, os consumidores, os produtores, o governo. E cabe a cada um de nós fazer nossa parte na construção de um mundo mais limpo!
Afinal, o lixo urbano acarreta em uma série de problemas ambientais:
- entupimento de bueiros, que geram enchentes e alagamentos;
- contaminação do solo e lençol freático devido a disposição final inadequada;
- transmissão de doenças e proliferação de vetores;
- desperdício de recursos naturais.

7 comentários: